Brasilidade na Arquitetura – Conheça os cobogós.

Você já ouviu falar de cobogó?

Criado no século XX por três engenheiros brasileiros para renovar fachadas, cobogós são blocos vazados que podem preencher espaços em uma parede ou criar divisões. Inicialmente eram feitos de cimentos, mas hoje a peça está voltando com tudo, sendo uma super tendência de decoração e ganhando novos materiais, como cerâmica. O nome vem de uma abreviação do sobrenome dos seus criadores: Coimbra, Boeckmann e is. É uma autêntica criação brasileira que dá um toque de charme e modernidade a qualquer projeto.

Casa Walther Moreira Salles (1951)por Olavo Redig de Campos

Casa Walther Moreira Salles (1951)por Olavo Redig de Campos

Eles podem ser utilizados em projetos comerciais, industriais ou residenciais, dependendo apenas da criatividade do projetista. Os cobogós também podem estar presentes em apartamentos, apenas certifique-se que a parede irá aguentar o peso extra. É um elemento excelente para fechar determinados ambientes de forma parcial, conservando a sua ventilação e luminosidade, criar divisórias em espaços abertos, como por exemplo, cozinhas americanas, e é claro, deixar o ambiente mais bonito.

Cobogós na cozinha. Foto: Revista Arquitetura e Construção

Cobogós na cozinha. Foto: Revista Arquitetura e Construção

 

Uma observação importante: Não é recomendado substituir paredes por cobogós sem antes verificar se irá afetar a estrutura da construção. Eles não devem ser usados com a função estrutural, mas como alvenaria de fechamento. Essa delimitação se dá pelo fato de serem mais frágeis que tijolos.

Dicas práticas para utilizar cobogós

Eles podem estar presentes em jardins, isolando a área, em áreas de serviço, salas, cozinhas americanas e é claro, em fachadas, onde apareceram pela primeira vez. A sua maior vantagem é a versatilidade em poder fechar algum ambiente, criando uma divisória, sem afetar a iluminação e ventilação. Dependendo da posição que forem colocados, os “buracos” podem criar um interessante jogo de luz e sombras. Para um uso mais decorativo, aposte em cobogós fixados em uma parede, brincando com as texturas dos blocos.

Crédito da foto do post: Projeto das arquitetas  Carla Caffé e Carol Tonetti.